Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O equilíbrio na doçaria

Segunda-feira, 02.05.16

 

A doçaria da Beira Baixa a que fui habituada na infância era perfeita no equilíbrio entre o doce e o amargo, o seco e o fofo. Os biscoitos, o pão de ló, o bolo de canela, o bolo de mel, o bolo de festas, as filhozes. O sabor perfeito a que eu chamo a poesia doce. A minha avó materna e as minhas tias paternas eram verdadeiras artistas.

E havia a doçaria da Fernanda, os bolos da Beatriz, os bolos da fábrica da Figueira da Foz.

 

Mais tarde provei doçaria conventual e notei o exagero na quantidade de açúcar. Fiquei, no entanto, encantada com os pastéis de Tentúgal (que ganhariam em baixar a quantidade de açúcar no recheio de gemas de ovo), os pastéis de Santa Clara, os ovos moles de Aveiro, as queijadas de Sintra.

 

Há um encantamento geral pelos pastéis de nata e pelos pastéis de Belém. Mas quem, como eu, provou um pastel de nata, de nata mesmo, a cor e o sabor da nata, como fazia a Beatriz, nunca mais se consolará com qualquer outro. Tenho tentado reproduzir a fórmula perfeita da massa e do recheio desses pastéis de nata da infância sem qualquer sucesso. Mas ainda não desisti.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 12:06

Biscoitos

Segunda-feira, 11.05.09

 

 

Mais uma receita da Fernanda, a culpada principal da minha ligação poética e vitalícia às cozinhas muito brancas, onde a luz entra logo de manhã.

 

 

                                         Biscoitos

 

2 ovos

1 clara

125 gr. de açúcar

100 gr. de manteiga

1 colher (chá) de fermento

250 gr. de farinha

 

Fazem-se uns bolinhos, untando-os com a clara e pondo uma amêndoa por cima.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 10:21

Bolachas de nata

Quinta-feira, 30.04.09

 

 

E continuo a colocar aqui as receitas da Fernanda, a sua poesia doce, a sua alegria musical.

 

 

                                          Bolachas de nata

 

1 chávena de nata

1 chávena de açúcar

farinha q.b.

 

Estende-se com o rolo e vão ao forno em tabuleiro untado com manteiga.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 20:25

Bombons

Quinta-feira, 16.04.09

 

 

As primeiras experiências de vida, as mais precoces, marcam-nos para sempre.

As cozinhas estarão sempre ligadas, na minha vida, a coisas essenciais como o carinho e a alegria.

A vida depois dá voltas e reviravoltas, mas as coisas essenciais estão lá. Por exemplo, estes Bombons parecem-me óptimos para recuperar de qualquer stress pós-traumático, não acham? 

 

 

                                          Bombons

 

5 colheres (sopa) de açúcar

5 colheres (sopa) de miolo de amêndoas torradas e raladas

5 colheres (sopa) de chocolate ralado

2 colheres (sopa) de cafá bem forte

 

Amassa-se tudo muito bem e fazem-se os bombons, passando-os por açúcar.

Não vão ao forno.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 09:57

Bolinhos de amêndoa

Segunda-feira, 06.04.09

 

 

O riso musical da Fernanda ainda ecoa na minha alma, como ecoou nessa cozinha da minha infância, de azulejos muito brancos, a reflectir o sol.

Para sempre, sim para sempre, as cozinhas passaram a inspirar-me conversas amenas e risos...

 

 

                                            Bolinhos de amêndoa

 

250 gr. de açúcar

1 colher (sopa) de farinha

1 colher (sopa) de manteiga

100 gr. de miolo de amêndoas

7 gemas

1 clara

 

Põe-se o açúcar em ponto, junta-se a amêndoa passada pela máquina e, em seguida, a manteiga. Retira-se do lume.

Bate-se a clara com a farinha, juntando ao resto.

Batem-se as gemas, misturando também.

Leva-se novamente tudo ao lume deixando ferver para engrossar.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 10:50

Bolachas deliciosas

Sexta-feira, 27.03.09

 

 

Mais uma receita da Fernanda, de quem recordo o riso musical e o colo acolhedor. Por sua causa talvez, adoro cozinhas! Sobretudo as luminosas, muito brancas, onde a luz entra logo de manhã.

 

 

                                            Bolachas deliciosas

 

500 gr. de farinha

250 gr. de manteiga

250 gr. de amêndoa

200 gr. de açúcar

canela q.b.

leite para ligar

 

Faz-se um rolo e corta-se às fatias que vão ao forno em tabuleiro untado com manteiga.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 21:26

Beijinhos de prata

Sábado, 21.03.09

 

 

Da Fernanda ficou-me uma vaga recordação de um colo e de um riso musical. E a poesia das suas receitas de doçaria. Não resisti a colocar aqui a primeira, com título carinhoso (e tão português):

 

 

                                     Beijinhos de prata 

 

100 gr. de amêndoas raladas

100 gr. de açúcar

100 gr. de chocolate

 

Amassa-se tudo juntando uma ou duas colheres de café. Fazem-se uns bolinhos envolvidos em açúcar pilé.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Ana Gabriela A. S. Fernandes às 22:23








comentários recentes



links

coisas à mão de semear

coisas prioritárias

coisas mesmo essenciais

outras coisas essenciais

coisas em viagem